Fato ou Fake?

O “Fato ou Fake“ do projeto Reabilita Sepse tem como foco a apuração de mitos e verdades comuns sobre a sepse, por um comitê curador composto por uma equipe interdisciplinar de experts na temática abordada.

Fato ou Fake sobre a higiene bucal no paciente pós-sepse:


  • Meu pai recebeu alta hospitalar e não está se alimentando pela boca, mas sim pela sonda. Então não preciso escovar seus dentes. Fato ou Fake?
  • Escovas dentais com cerdas duras limpam melhor os dentes. Fato ou Fake?
  • Não consigo realizar uma boa escovação no meu familiar após a alta hospitalar porque ele não abre a boca. A limpeza somente com o enxaguante bucal substitui a escovação no paciente pós sepse? Fato ou Fake?
  • Consultas odontológicas de 6 em 6 meses são importantes para prevenir reinfecções no paciente pós sepse?
Meu pai recebeu alta hospitalar e não está se alimentando pela boca, mas sim pela sonda. Então não preciso escovar seus dentes. Fato ou Fake?

Fake. Existe na cavidade bucal uma descamação natural das células epiteliais e uma fermentação pelas baterias que produzem o biofilme, que por sua vez se adere em dentes, mucosas e dorso lingual, podendo favorecer pneumonias aspirativas e novo foco de sepse pulmonar.

Escovas dentais com cerdas duras limpam melhor os dentes. Fato ou Fake?

Fake. Essas escovas podem causar o desgaste na superfície dental, resultando em sensibilidade ou até fraturas dentais, ainda mais se associado a uma força excessiva na escovação. As escovas macias são mais recomendadas porque se adaptam melhor às diferentes superfícies dos dentes.

Não consigo realizar uma boa escovação no meu familiar após a alta hospitalar porque ele não abre a boca. A limpeza somente com o enxaguante bucal substitui a escovação no paciente pós sepse? Fato ou Fake?

Fake. O enxaguante bucal é um recurso utilizado para complementar a higienização depois da escovação e do uso do fio dental. Procure a orientação de um dentista habilitado nesse perfil de paciente e ele lhe dará as informações que precisa para realizar a higiene bucal adequada no seu familiar.

Consultas odontológicas de 6 em 6 meses são importantes para prevenir reinfecções no paciente pós sepse?

Fato. A saúde começa pela boca, ou seja, um foco de origem dental pode evoluir para uma sepse.  E uma higiene bucal precária pode também evoluir para um quadro de broncoaspiração e consequentemente uma sepse de foco pulmonar.


Fato ou Fake sobre prevenção de quedas do paciente pós-sepse:


  • Meu pai recebeu alta hospitalar e sempre diz que está com dificuldades para levantar da cama sozinho e precisa de ajuda. Fato ou Fake?
  • Minha mãe recebeu alta hospitalar e sempre diz que está com dificuldades para subir as escadas do prédio e pediu que fosse instalado corrimão. Fato ou Fake?
  • Minha irmã pediu para retirar todos os tapetes da casa para recebermos a minha mãe em casa após a alta do hospital. Ela diz que os tapetes podem causar queda da minha mãe em casa. Fato ou Fake?
  • Eu tenho um filho de 2 anos e sempre deixo os seus brinquedos espalhados no chão da casa para que minha mãe possa brincar com ele enquanto eu estou fazendo outras atividades. Acredito que deixar os brinquedos espalhados no chão ajuda a minha mãe a pegar os brinquedos com mais facilidade e isso não causa nenhum risco para ela. Fato ou Fake?
  • A minha mãe saiu do hospital e sempre me fala que tem medo de levantar a noite para beber água ou ir ao banheiro porque a casa está totalmente escura e ela sempre acha que vai cair. Fato ou Fake?
Meu pai recebeu alta hospitalar e sempre diz que está com dificuldades para levantar da cama sozinho e precisa de ajuda. Fato ou Fake?

Fato. Pessoas que ficam internadas por um período de tempo longo por causa da sepse podem ter fraqueza nas pernas e não ter força nas pernas suficiente para se levantar sozinho da cama.

Minha mãe recebeu alta hospitalar e sempre diz que está com dificuldades para subir as escadas do prédio e pediu que fosse instalado corrimão. Fato ou Fake?

Fato. Ela pode estar com fraqueza nas pernas, alteração de equilíbrio e cansaço físico. Ela precisa se apoiar no corrimão para conseguir subir os degraus da escada.

Minha irmã pediu para retirar todos os tapetes da casa para recebermos a minha mãe em casa após a alta do hospital. Ela diz que os tapetes podem causar queda da minha mãe em casa. Fato ou Fake?

Fato. Os pacientes que saem de alta têm dificuldades para caminhar por falta de firmeza nas pernas e a presença de tapetes aumenta o risco de escorregar e cair. Por isso, a retirada dos tapetes é uma ação que ajuda a prevenir quedas dentro do ambiente domiciliar.

Eu tenho um filho de 2 anos e sempre deixo os seus brinquedos espalhados no chão da casa para que minha mãe possa brincar com ele enquanto eu estou fazendo outras atividades. Acredito que deixar os brinquedos espalhados no chão ajuda a minha mãe a pegar os brinquedos com mais facilidade e isso não causa nenhum risco para ela. Fato ou Fake?

Fake. Os brinquedos espalhados pelo chão aumentam o risco de queda no ambiente domiciliar. O ideal é retirar todos os brinquedos do chão para evitar que a paciente pise em algum brinquedo e caia. Deixe os brinquedos guardados em local apropriado.

A minha mãe saiu do hospital e sempre me fala que tem medo de levantar a noite para beber água ou ir ao banheiro porque a casa está totalmente escura e ela sempre acha que vai cair. Fato ou Fake?

Fato. A escuridão na casa aumenta o risco dela cair ou esbarrar em móveis da casa. O ideal é iluminar bem os ambientes para que ela possa visualizar os obstáculos ao ir até o banheiro ou ir até a cozinha. A iluminação proporciona maior segurança.


Fato ou Fake sobre higiene corporal do paciente pós-sepse:


  • O meu pai saiu do hospital e diz que não tem condições de tomar banho sozinho porque sente fraqueza nas pernas. Fato ou Fake?
  • A minha mãe vai tomar banho e sempre esquece de pegar a toalha de banho. Ela sai do banheiro toda molhada. Eu acho isso muito arriscado porque ela pode escorregar e cair. Fato ou Fake?
  • O meu pai sempre machuca o couro cabeludo durante o banho. À noite eu vejo ele reclamando que a cabeça está ardendo e com arranhões. Essas lesões têm sido causadas durante a lavagem do couro cabeludo por causa do contato da unha com o couro cabeludo. Fato ou Fake?
  • A minha mãe teve alta hospitalar e, frequentemente, tem apresentado infecção urinária. Eu percebi que minha mãe faz a limpeza das partes íntimas, diariamente, durante o banho e inicia limpando pelo anus e depois limpa a genitália feminina. Sempre nesta direção e sem fazer a limpeza das mãos. Acredito que isso pode ser um fator de risco para a contaminação e aumentar o risco de infecção urinária. Fato ou Fake?
O meu pai saiu do hospital e diz que não tem condições de tomar banho sozinho porque sente fraqueza nas pernas. Fato ou Fake?

Fato. Após a alta hospitalar, os pacientes precisam se readaptar a realizar atividades do dia a dia. Tomar banho é uma atividade diária que precisa ser realizada com segurança e a fraqueza nas pernas é comum. O banho pode ser realizado com o paciente sentado em cadeira de banho para prevenir queda durante o banho. A instalação de barras de segurança no banheiro também ajuda a apoiar o paciente. Outro importante cuidado é sempre evitar deixar o paciente sozinho no momento do banho.

A minha mãe vai tomar banho e sempre esquece de pegar a toalha de banho. Ela sai do banheiro toda molhada. Eu acho isso muito arriscado porque ela pode escorregar e cair. Fato ou Fake?

Fato. Sair do banheiro molhada para pegar uma toalha tem um risco muito grande porque a pessoa pode escorregar e cair. A paciente que saiu de alta já tem uma instabilidade motora e fraqueza e a queda deve ser sempre prevenida. Portanto, ajude seu familiar a organizar o banho, diariamente, separando todos os materiais que ele vai utilizar. Nunca inicie o banho sem ter todos os utensílios separados e disponíveis no banheiro no alcance das mãos. A organização das atividades do dia a dia ajudam a prevenir acidentes. Oriente o seu familiar a seguir uma rotina.

O meu pai sempre machuca o couro cabeludo durante o banho. À noite eu vejo ele reclamando que a cabeça está ardendo e com arranhões. Essas lesões têm sido causadas durante a lavagem do couro cabeludo por causa do contato da unha com o couro cabeludo. Fato ou Fake?

Fato. A limpeza do cabelo é sempre muito importante e deve ser realizada com cuidado e delicadeza. O ideal é limpar o couro cabeludo com as poupas dos dedos. Evite manter a unha grande e o contato direto da unha com o couro cabeludo. O uso de shampoos e condicionadores neutros também ajudam a diminuir a irritação da pele do couro cabeludo. Além disso, o enxágue adequado do cabelo também é um forte aliado na prevenção de irritação do couro cabeludo.

A minha mãe teve alta hospitalar e, frequentemente, tem apresentado infecção urinária. Eu percebi que minha mãe faz a limpeza das partes íntimas, diariamente, durante o banho e inicia limpando pelo anus e depois limpa a genitália feminina. Sempre nesta direção e sem fazer a limpeza das mãos. Acredito que isso pode ser um fator de risco para a contaminação e aumentar o risco de infecção urinária. Fato ou Fake?

Fato. A limpeza da genitália feminina deve sempre ser um cuidado importante durante o banho. O ideal é sempre limpar o anus por último porque é o local que tem bactérias. Faça a limpeza da ganitália feminina primeiro, com água e sabão neutro, enxague bastante e, depois, lave as mãos e siga para a limpeza da região anal. Evite o contato da unha com a genitália feminina para que não ocorra pequenas lesões (fissuras) no local. Outro cuidado importante para a prevenção de infecções urinárias é tomar bastante água e sempre estimular o paciente a ir ao banheiro urinar. Nunca deixe o paciente segurando a urina porque isso também aumenta o risco de infecções urinárias.


Fato ou Fake sobre prevenção de lesões do paciente pós-sepse:


  • O meu avô ficou sentado por 6 horas na cadeira da sala assistindo televisão. No dia seguinte, percebi que apareceu uma lesão no glúteo (a região ficou muito vermelha e quente) e acredito que a lesão foi causada por ele ter ficado sentado muito tempo em uma única posição. Fato ou Fake?
  • A hidratação da pele com creme vai deixar a pele úmida e pode favorecer o aparecimento de lesões no corpo. Fato ou Fake?
  • Eu comprei coxin de plástico para colocar embaixo do quadril do meu pai e prevenir lesões. Fato ou Fake?
  • A minha mãe está com o calcanhar vermelho depois de ter ficado deitada e com o calcanhar apoiado no travesseiro. A lesão foi causada pelo travesseiro que fez pressão no calcanhar. Fato ou Fake?
  • O meu pai diz que ficar deitado em uma única posição para assistir televisão na cama não causa lesão no corpo. Fato ou Fake?
  • Eu sempre procuro deixar o lençol que minha mãe dorme sempre esticado e sem dobraduras para evitar marcas na pele dela causadas pelo lençol “embolado” embaixo do corpo. Fato ou Fake?
O meu avô ficou sentado por 6 horas na cadeira da sala assistindo televisão. No dia seguinte, percebi que apareceu uma lesão no glúteo (a região ficou muito vermelha e quente) e acredito que a lesão foi causada por ele ter ficado sentado muito tempo em uma única posição. Fato ou Fake?

Fato. Os pacientes que tiveram sepse e têm alta hospitalar apresentam perda de massa muscular em todo o corpo e não podem ficar sentados em uma única posição por muito tempo porque têm alto risco de terem lesão no corpo. O ideal é que o paciente mude a posição em que está sentado ou deitado a cada 2 horas para evitar lesões no corpo.

A hidratação da pele com creme vai deixar a pele úmida e pode favorecer o aparecimento de lesões no corpo. Fato ou Fake?

Fake. A hidratação do corpo é importante para evitar o ressecamento da pele. O ideal é que o paciente passe creme hidratante uma vez ao dia para hidratar o corpo. A ingestão de água também contribui para a hidratação adequada da pele.

Eu comprei coxin de plástico para colocar embaixo do quadril do meu pai e prevenir lesões. Fato ou Fake?

Fake. A presença do coxin pode aumentar a pressão na área do quadril e favorecer o aparecimento de lesões. O ideal é fazer a mudança de posicionamento do corpo a cada 2 horas para prevenir lesões. 

A minha mãe está com o calcanhar vermelho depois de ter ficado deitada e com o calcanhar apoiado no travesseiro. A lesão foi causada pelo travesseiro que fez pressão no calcanhar. Fato ou Fake?

Fato. O calcanhar é um região do pé que tem proeminência óssea e o contato com o travesseiro por muito tempo causa uma pressão no local. Essa pressão pode resultar em aparecimento de lesões. O ideal é sempre deixar o calcanhar suspenso e com pouco contato com os travesseiros. A mudança de posição também alivia a pressão no calcanhar.

O meu pai diz que ficar deitado em uma única posição para assistir televisão na cama não causa lesão no corpo. Fato ou Fake?

Fake. É muito importante que se faça a mudança de posicionamento na cama a cada duas horas. Ficar deitado em um único lado por aumentar a pressão em áreas de proeminência óssea e isso causar o aparecimento de lesões no corpo. Oriente o paciente sempre a mudar de lado enquanto estiver assistindo televisão.

Eu sempre procuro deixar o lençol que minha mãe dorme sempre esticado e sem dobraduras para evitar marcas na pele dela causadas pelo lençol “embolado” embaixo do corpo. Fato ou Fake?

Fato. O lençol da cama deve sempre estar esticado e sem dobraduras para que a paciente possa se deitar em cima do lençol. O lençol dobrado e embolado embaixo do corpo do paciente pode causar marcas na pele e resultar pequenas lesões de pele. Além disso, é muito desconfortável deitar em cima de lençol embolado.



Copyright © Reabilita Sepse 2022